Putinhas Aborteiras + Krudas (Cuba) no Subte Café em Alvorada

1146446_504782366261769_84770290_n

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

Xôxôxô

hgfghjgh (11)

Xôxôxô

Anjo da guarda

Guarda lembra farda

Farda da brigada

Que assassina a gurizada (2X)

A brigada chegou… BOM

 

Protesto repressão pra todo lado

É nazi, p2, a brigada e o Estado

Lutando contra a violenta polícia

Ainda tenho que ouvir o Tarso

Me chamando de fascista

 

Na favela tiro letal

No centro sou animal

Marginalizado, maltratado

Pela polícia e o capital

 

Xôxôxô

Anjo da guarda

Guarda lembra farda

Farda da brigada

Que assassina a gurizada (2X)

A brigada chegou… BOM

 

Periferia

É outra história

Muita morte

Pouca vitória

 

Problema social?

Morte, roubo

Tráfico ilegal

SOU MARGINAL

 

A classe média apanha

Da policia governamental

Mas é na minha vila que o POE

Entra com tiro letal

 

Esse marginal

Que atira pedra na POE

Já livrou a classe média

Do cassetete que dói

 

Sou torturado

Por protestar

E a burguesia ainda apóia

Os cão de guarda do sofá

 

Xôxôxô

Anjo da guarda

Guarda lembra farda

Farda da brigada

Que assassina a gurizada (2X)

A brigada vazou… BOM

 

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário

Ó o machismo de novo

_ (3)

Eu tava bem de boa

Na ocupação

Até que no meu peito

Senti foi uma mão

Um toque de tarado

Inconsequente

Da boca do fulano

Não sobrou nem só um dente

 

Ò o machismo de novo

Ò o machismo de novo

Ò o machismo

Ò o machismo

Ò o machismo de novo

 

No meio revolucionário

Tem vários feministas

Que passam as mãos nas minas

E se dizem antifascistas

Machismo é fascismo

É tudo igual

Chega de patriarcado

Vamo corta o teu pau

 

Ò o machismo de novo

Ò o machismo de novo

Ò o machismo

Ò o machismo

Ò o machismo de novo

 

Papo reto e direto

É assim que funciona anarkia

Se quiser ficar só com um

Assume a monogamia

Eu tinha um namorado

Que era libertário

Mas quando eu queria

Não podia sentar em outro caralho

 

Ò o machismo de novo

Ò o machismo de novo

Ò o machismo

Ò o machismo

Ò o machismo de novo

 

Esses caras anarkocentricos

Que te culpam por ficar pelada

Não te pilha minha amiga

Não fica heteronormativizada

Gostam de meninas quietas

Estilo bonequinha

Não seja marionete

Vem libertar a xoxótinha

 

Ò o machismo de novo

Ò o machismo de novo

Ò o machismo

Ò o machismo

Ò o machismo de novo

 

Agora eu te digo machista,

Vai tomar policia

Não vai tomar no cu

Por que no cu é uma deliciaaa

 

Para as mulheres revolucionárias

Sejam violentas

Sejam úterosanguinárias

 

Úterosanguinárias, úterosanguinárias!

Úterosanguinárias, úterosanguinárias!

 

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário

Rap da Lilian

Todo mundo devia nessa história se ligar

Porque tem muito amigo

Que sai pra rua a pedalar

Chegar ao seu destino

Sentindo o vento passar

E recusar esses carros

Que vem pra nos cooptar

 

(Solta o som Kacau)

 

Era só mais um ciclista

Qque foi pego na pista

Ela era tão jovem

Mas já a perdemos de vista (2x)

 

Era uma segunda de sol

E de manhã ela saiu

Para ir pra facul

Estudar sobre o rio

Pegou a sua bike

Faltava pouca pedalar

Até que veio um ônibus pro seu fim antecipar

 

Era só mais um ciclista

Que foi pego na pista

Ela era tão jovem

Mas já a perdemos de vista (2x)

 

Esse não é o primeiro

Caso que conhecemos

Basta olhar para os lados

Da onde vivemos

É bicicleta fantasma

Em todo lugar

Homenageando as vidas

Que deveriam ficar

 

A bice não é só esporte

É uma mobilidade

Pra transitar pelo caos

Que existe nessa cidades

 

Todo mundo devia nessa história se ligar

Porque tem muito amigo

Que sai pra rua a pedalar

Chegar ao seu destino

Sentindo o vento passar

E recusar esse carros

Que vem pra nos cooptar

 

Era só mais um ciclista

Que foi pego na pista

Ela era tão jovem

Mas já a perdemos de vista (2x)

 

E pra falar de mais fatos

Lembro do motorista

Que na calada da noite

Atropelo o skatista

E também tem o filho do Eike Batista

Que atropelou outros dois

E um deles era ciclista

 

E quem é que não lembra

Daquele Ricardo Neis

Que na Massa Crítica

Bateu em 11 de uma vez

Ele foi condenado

A juri popular

Mas não é desse jeito

Que algo irá mudar

 

Então a culpa não é

Só do motorista

São ciclovias pequenas

E a ampliação de avenidas

 

Tudo em prol dessa lógica

Carrocífera Homicida

Tudo em prol dessa lógica

Carrocífera Homicida

 

E a pobre da nossa amiga

Que saiu a pedalar

Hoje pra sua família

Ela não irá mais voltar

 

Era só mais um ciclista

Que foi pego na pista

Ela era tão jovem

Mas já a perdemos de vista (2x)

 

Então a culpa não é

Só do motorista

São ciclovias pequenas

E a ampliação de avenidas

 

Tudo em prol dessa lógica

Carrocífera Homicida

Tudo em prol dessa lógica

Carrocífera Homicida

 

E a pobre da nossa amiga

Que saiu a pedalar

Hoje pra sua família

Ela não irá mais voltar

Era só mais um ciclista

Que foi pego na pista

Ela era tão jovem

Mas já a perdemos de vista (2x)

 

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário

Não vou me submeter

tumblr_mm7yg1fdYo1rbaim8o1_500

O Estado

O patriarcado

E o burguês alienado

Oprimem o marginal

Pelo poder do capital

 

Chega a polícia

Bem armada

Pelo bem da Pátria Amada

E espanca o negão

Pra proteger bom cidadão

 

Não vou

Não vou, não vou

Não vou me submeter (2x)

Ao seu Império

Seu poder

Não vou

Não vou, não vou

Não vou me submeter (2x)

Ao seu Império

Seu poder

 

E aumenta a pobreza

E concentra e concentra

A riqueza

E concentra a riqueza

E aumenta e aumenta

A pobreza

 

Um homem engravatado

Será mais respeitado

Vou lutar pela anarquia

Destruir essa hierarquia

De vermes

De predador

De oprimido

E de opressor

 

O político articulado

Jamais será um maltratado

Nesse estado o inválido

É o pobre

É o coitado

 

Não vou

Não vou, não vou

Não vou me submeter (2x)

Ao seu Império

Seu poder

Não vou

Não vou, não vou

Não vou me submeter (2x)

Ao seu Império

Seu poder

 

No morro a UPP

No palácio, no palácio o PT

 

De noite o abrigo

De dia a polícia

Eu não agüento mais

Não represento nenhum perigo

 

Domingo tem a igreja

Com a evangelização

Já não suporto mais

Essa tal de disciplinarização

 

Dos corpos

Das mentes

De tudo que é gente

Que é quente

Que sente

Toda essa hipocrisia

De ser ou não ser

Pelos méritos da meritocracia

 

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário

Passe Livre

2 (3)

Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa booom
Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa spray

Eu tava bem de boa fazendo a revolução
Vandalizando banco e pichando o camburão
O protesto aumentou e a mídia captorou
Agora sou taxado de vândalo opressor

É que esses pacifistas
Não entendem como é
Me chamam de minoria
Oportunista e de mané

Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa booom
Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa spray

Vem um cara pintada e outro com  a flor na mão
Achando que é assim que se faz revolução
Eles não sabem nada e defendem a pátria amada
Com a bandeira nacional a favor do capital

Mas aqui na frente autônoma eles não se criam não
O bagulho é combativo e a gente faz é na ação
Bandana na minha cara e molotov na minha mão
Lutando contra o estado, contra a pátria e o patrão

Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa booom
Papa papa papapasse livre já
Papa papa papa papa spray

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário

Bomba

hgfghjgh (10)

O movimento é radical (radical)
O movimento só cresce (cresce)
O movimento só cresce (cresce)
Já vem chegando a milicada, vamos correndo pra enfrentar as BOMBAS

Pra protestar por aqui é BOMBA
Saiu na rua com cartaz, é BOMBA
Joga de volta na polícia a BOMBA

E a gurizada na rua milita assim, assim, assim, assim, assim
Com varias pautas na cabeça
Amor e raiva na cabeça
O movimento só cresce
O movimento só cresce
Tem que ter jogo de cintura
Porque a polícia tortura
O movimento cresce
O movimento cresce

Vamos agora pras ruas para protestar
Articulando os de baixo, de baixo, de baixo, de baixo
Incomodando os de cima, de cima, de cima, de cima
Articulando os de baixo, de baixo, de baixo, de baixo
Incomodando os de cima, de cima, de cima, de cima

(Putinhas Aborteiras)

Publicado em Letras | Deixe um comentário